PREMIAÇÃO DO 53º JABUTI ACONTECERÁ NO DIA 30.11.2011


A cerimônia de premiação do Jabuti será na quarta – feira, 30 de novembro, na Sala São Paulo. Cada ganhador receberá R$3 mil por categoria e o quelônio metálico. Os melhores Livros do Ano – de Ficção e Não-Ficção – ganham a quantia de 30 mil reais. Foram analisadas 2.619 obras pelo júri para chegar a essa listagem final. A escolha do Livro do Ano de Ficção e de Não Ficção, por sua vez, seguirá as mesmas regras das edições anteriores. Os finalistas do Livro do Ano Ficção serão os vencedores do Jabuti nas categorias: “Romance” (Ribamar); “Contos e Crônicas” (Desgracida); “Poesia” (Em alguma parte alguma); “Infantil” (Obax) e “Juvenil” (Antes de virar gigante e outras histórias). Para o Livro do Ano Não Ficção, participam os vencedores nas categorias: “Teoria/Crítica Literária” (Câmara Cascudo e Mário de Andrade – Cartas, 1924-1944); “Reportagem” (1822); “Ciências Exatas” (Teoria Quântica: estudos históricos e implicações culturais); “Tecnologia e Informática” (Aprendizagem à distância); “Economia, Administração e Negócios” (Multinacionais brasileiras: internacionalização, inovação e estratégia global); “Direito” (Fundamentos constitucionais do direito ambiental brasileiro); “Biografia” (O Teatro & Eu – Memórias); “Ciências Naturais” (Bioetanol de cana-de-açucar – P&D para produtividade e sustentabilidade); “Ciências da Saúde” (Atlas de endoscopia digestiva da SOBED); “Ciências Humanas” (Manejo do Mundo: conhecimentos e práticas dos povos indígenas do Rio Negro); “Didático e Paradidático” (Coleção Pessoinhas); “Educação” (Impactos da violência na escola: um diálogo com professores); “Psicologia e Psicanálise” (Coração… É emoção: a influência das emoções sobre o coração); “Arquitetura e Urbanismo” (Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo – Grandes obras e urbanização); “Fotografia” (Fotografia de Natureza); “Comunicação” (Impresso no Brasil); “Artes” (Os Satyros); “Turismo e Hotelaria” (Hospitalidade – A inovação na gestão das organizações prestadoras de serviços) e “Gastronomia” (Machado de Assis: Relíquias Culinárias).

PRÊMIO JABUTI: DIVULGADOS OS FINALISTAS

A CBL – Camara Brasileira do Livro divulgou ontem os finalistas do PRÊMIO JABUTI, um dos mais tradicionais e importantes concursos literários do país. Confira a lista completa dos finalistas na matéria publicada hoje pelo PUBLISHNEWS:

Jabuti revela finalistas

PublishNews – 22/09/2011 – Redação

Vencedores serão conhecidos no dia 18 de outubro

 

Os finalistas das 29 categorias do Prêmio Jabuti foram anunciados nesta quarta-feira, dia 21 de setembro, em São Paulo. Para chegar a essa lista, o júri avaliou um total de 2.619 obras. Os vencedores – apenas o primeiro lugar de cada categoria será premiado com R$ 3 mil e o troféu– serão conhecidos no dia 18 de outubro e vai ficar para 30 de novembro o anúncio do Livro do Ano Ficção e Livro do Ano Não-Ficção – os autores das duas obras levam para casa R$ 30 mil. Lembrando que as novas regras criadas após a polêmica vitória de Chico Buarque, autor do segundo melhor romance que ao final foi considerado o melhor livro do ano e que quase fez a Record se recusar a participar de novo do prêmio, já estão valendo.Veja aqui o que mais mudou no regulamento. E aqui, os finalistas.

 

 

PREMIO JABUTI: NÓS ESTAREMOS LÁ!

Criado em 1958, o Jabuti é o mais tradicional prêmio do livro no Brasil. O maior diferencial em relação a outros prêmios de literatura é a sua abrangência: o Jabuti não valoriza apenas os escritores, mas destaca a qualidade do trabalho de todas as áreas envolvidas na criação e produção de um livro. As 29 categorias do Jabuti 2011 contemplam não só estilos – Romance, Contos e Crônicas, Poesia, Reportagem, Biografia e Livro Infantil – mas também a Tradução, a Ilustração, a Capa e o Projeto Gráfico.

O Premio Jabuti Receber o Jabuti é um desejo acalentado por todos aqueles que têm o livro como seu ideal de vida. É uma distinção que dá ao seu ganhador muito mais do que uma recompensa financeira. Ganhar o Jabuti representa dar à obra vencedora o lastro da comunidade intelectual brasileira, significa ser admitido em uma seleção de notáveis da literatura nacional.

Desde 2009 a EDITORA BARAUNA tem participado do premio, já tendo concorrido com mais de 20 obras. E este ano não será diferente!

Podem concorrer obras publicadas entre 01.01.2010 e 31.12.2010 podem concorrer. As inscrições deverão ser feitas até o dia 31.05.2011.

Autores da BARAUNA que tiverem interesse em disputar o PREMIO JABUTI devem entrar em contato conosco o mais rapido possível, para que possamos tomar todas as providencias necessárias. 

Mais uma vez estaremos presentes nesse importante concurso literário. Mais uma vez cuidaremos de tudo para que os nossos autores não tenham preocupações.

PREMIO JABUTI – NOVAS REGRAS, NOVA DISPUTA…

As regras do Jabuti, o mais tradicional prêmio da literatura brasileira, foram alteradas para a edição 2011. Este ano, apenas os vencedores da cada categoria poderão concorrer a livro do ano, tanto ficção quanto não ficção. Até o ano passado, os três primeiros colocados podiam entrar na disputa. Além disso, o número de categorias aumentou de 21 para 29.

A direção da Câmara Brasileira do Livro (CBL) nega, mas a alteração é resultado da polêmica causada pela escolha de “Leite Derramado”, de Chico Buarque, como livro do ano em 2010. O volume foi vitorioso mesmo tendo sido terceiro colocado na categoria melhor romance.

A Record, uma das principais editoras do Brasil, havia ameçado não inscrever suas publicações no Jabuti deste ano, em protesto contra a vitória de “Leite Derramado”. A companhia publicou “Se Eu Fechar os Olhos”, de Edney Silvestre, escolhido o melhor romance, mas derrotado por Chico Buarque na disputa de livro do ano.

“O Jabuti precisa ser aperfeiçoado a cada ano. Todas as questões que servem para aprimorar o prêmio foram discutidas”, explica a presidente da CBL, Karine Pansa. Segundo ela, os protestos da Record foram levados em conta, mas não foram os responsáveis pela alteração. “Nós enxergamos essa discussão como democrática e benéfica”, diz.

O valor pago ao vencedor de cada uma das 29 categorias continua sendo de R$ 3 mil. Já o ganhador de livro do ano, tanto ficcção quanto não ficção, é de R$ 30 mil. É um volume bem menor, por exemplo, que os R$ 200 mil pagos pelo Prêmio São Paulo de Literatura. Mas, segundo o curador José Luiz Goldfarb, a estratégia do Jabuti “não é valor”.

“O Jabuti tem tradição e é respeitado por sua história”, afirma, lembrando que a premiação foi instuída em 1958 e, durante muitos anos, foi a única do país. “Além disso, é mais abrangente. Os demais concursos geralmente só premiam ficção”.

É justamente em nome da abrangência que o Jabuti aumentou seu número de categorias este ano. Agora são 29, contra 21 do ano passado. Três novas foram criadas (ilustração, gastronomia e turismo e hotelaria) e outras quatro foram desmembradas.

As inscrições começam nesta quarta-feira (23) e vão até 31 de maio. Podem concorrer livros publicados no Brasil em 2010. Os dez finalistas de cada categoria serão anunciadas em 13 de setembro. Os vencedores serão conhecidos no dia 18 de outubro. Em 30 de novembro, o anúncio dos ganhadores de livro do ano (ficcção e não ficcção) acontecerá na Sala São Paulo.